Recorte Lírico

Tirando a literatura dos corredores acadêmicos

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Exposição em Curitiba reúne obras de escritores como Paulo Leminski, Dalton Trevisan e Helena Kolody

22 de agosto de 2017

Categorias:Notícia Tags:, ,

Exposição em Curitiba reúne obras de escritores como Paulo Leminski, Dalton Trevisan e Helena Kolody

No mês da Literatura do Paraná, que começa a ser comemorado nesta quinta (24), uma exposição em Curitiba reúne 11 escritores paranaenses de diversos estilos e épocas. A mostra, que está aberta à visitação na sede da Secretaria Estadual de Cultura (SEEC), é uma introdução à obra de nomes que vão de Júlia da Costa (1844-1911) a Dalton Trevisan, que, aos 92 anos, tem obras conhecidas e lidas no Brasil todo.

Os banners da exposição contam alguns detalhes importantes da obra dos escritores, que ajudaram a formar, cada um a seu modo, a identidade cultural do Paraná. A atuação de todos eles, de alguma forma, extrapola o universo da literatura: a ideia da organização da exposição, com curadoria em parceria entre a SEEC e a Biblioteca Pública do Paraná, foi a de que se escolhessem nomes que tivessem produções em várias vertentes.

Coordenadora do Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura da SEEC e também uma das organizadoras da exposição, Tatjane Garcia conta que o critério central foram as diferenças entre cada um dos nomes escolhidos. “Nós conseguimos mostrar um panorama bem diversificado, para mostrar que no Paraná se produziu desde literatura experimental até simbolista”, diz ela.

Os autores que têm a obra resumida na exposição, com textos e também detalhes como capas de livros e ilustrações que acompanharam, em algum momento, seus escritos, são Júlia da Costa, Emiliano Perneta (1866-1918), Emílio de Meneses (1866-1911), Newton Sampaio (1913-1938), Helena Kolody (1912-2004), Dalton Trevisan (o único ainda vivo) e Paulo Leminski (1944-1988), além do chamado “Quarteto Experimental” formado por Jamil Snege (1939-2003), Manoel Carlos Karam (1947-2007), Valêncio Xavier (1933-2008) e Wilson Bueno (1949-2010).

Para quem quiser se aprofundar

Tatjane Garcia acredita que o mérito da exposição será o de fomentar a curiosidade de conhecer a obra de cada escritor em quem for assistí-la. E quem sair de lá com vontade de ler a poesia de Paulo Leminski ou algum dos romances curitibaníssimos de Dalton Trevisan, o destino é certo: a Biblioteca Pública, que tem uma sessão inteira dedicada à literatura paranaense.

“Nós temos um acervo com obras dos autores e sobre a vida deles, e pessoas que podem atender aos leitores, inclusive com visitas guiadas”, lembra Tatjane. E para atingir o maior número de pessoas possível, a exposição não terminará em 6 de setembro, quando sai de cartaz no prédio da SEEC: ela seguirá para outras cidades do estado, ainda não divulgadas.

Um mês inteiro para a literatura

O mês da Literatura do Paraná começa as atividades na quinta (24), com uma série de eventos em Maringá relembrando o nascimento de Paulo Leminski. Nesse dia, a cidade recebe o show Leminskiações, com músicas compostas pelo poeta em parceria com vários nomes da MPB, e com a participação de Estrela Leminski, além de uma palestra com o pesquisador e compositor José Miguel Wisnik.

Em Curitiba, as atividades acontecem ao longo do período entre 24 de agosto e 29 de setembro, e incluem uma programação incrementada na Biblioteca Pública do Paraná. Os projetos habituais da BPP, como Um Escritor na Biblioteca, promoverão atividades de encontro e intercâmbio entre escritores de diversos estilos e lugares do país. Alguns nomes, como Milton Hatoum e Santiago Nazarian, já estão confirmados. Posteriormente, parte das atividades parte em caravana por 30 cidades do Paraná. A programação completa deve ser divulgada em breve pela SEEC.

Guia Gazeta do Povo

Da Redação