Recorte Lírico

Tirando a literatura dos corredores acadêmicos

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 1 outro assinante

‘Um contratempo’ é o melhor filme que vi neste ano

2 de dezembro de 2017

Categorias:Crítica de cinema Tags:, , , , , ,

'Um contratempo' é o melhor filme que vi no ano

Eu sempre fui um adepto ao cinema de língua castelhana. Os espanhóis, sobretudo. “Películas” como “A pele que habito”, “Mar adentro” e “Tudo sobre minha mãe” são alguns dos tantos filmes do país que já vi e são aclamados pela crítica. Todavia, ‘Um contratempo’ encabeça a lista dos melhores. No ano, pelo menos, é o melhor.

Disponível no streaming de filmes Netflix, o longa tem elementos suficientes para conquistar o telespectador. Uma história misteriosa, um assassinato mal explicado e vários, vários plot twists. 

O filme é dirigido e roteirizado por Oriol Paulo (El Cuerpo, 2012), diretor de Barcelona, e estrelado por Mario Casas, Bárbara Lennie e Jose Coronado.

 

Resultado de imagem para um contratempo
A atuação do elenco deste drama de suspense é louvável. (Imagem: Reprodução/Netflix)

 

Mas por que o filme é merecedor de tal alcunha? Você pode fazer suposições acertadas, ou não, durante a trama, mas nunca fará a do desfecho. Ele é surpreendente, e isso faz o filme extraordinário.

A curiosidade em saber o final da história aumenta a expectativa de quem assiste, traz a tensão necessária para vê-lo e prende-o no sofá e com o olhar fixo à TV.

Adrián, o protagonista da história, é o anti-herói típico, com todas as qualidades e defeitos, e com a torcida e o ódio de quem o assiste. É um filme que vale muito a pena ser assistido. É garantia de pouco menos de duas horas muito bem aproveitadas. Ah!, assista-o em espanhol, no máximo legendado, a dublagem é horrível. Bom filme!

 

 

Leia outras críticas de cinema clicando aqui.