27 de janeiro de 2018

5 filmes atuais disponíveis na Netflix para gerar discussões em sala 2

5 filmes atuais disponíveis na Netflix para gerar discussões em sala

Ao trabalhar um filme em sala de aula, um leque de possibilidades se abre. Hoje, eu trouxe 5 indicações de filmes atuais disponíveis na Netflix que são ótimas opções para gerar discussões. Filmes que trazem críticas são ainda mais interessantes para professores de Língua Portuguesa e Produção Textual, pois podem gerar discussões escritas e orais que exigem a argumentação.   Okja   O longa critica a exploração animal e a […]

21 de janeiro de 2018

Canção de Valhalla

Canção de Valhalla

“Já vem escuridão e trevas, e devemos cavalgar Para Valhalla, para o salão sagrado.” Edda Poética, “Hyndluljóð” Cantaremos na noite a canção de Odin, Neste evento bélico das nossas vidas: Feridas profundas em almas perdidas, Eternos banquetes, batalhas sem fim! Avante guerreiros! morramos assim: Fúria destemida e cabeças erguidas, Pois as mais sublimes honras e bebidas Nos aguardam no mais divino festim! Guiados pelas Valquírias na frieza Do norte mais […]

20 de janeiro de 2018

Tolkien para Iniciantes

Tolkien para Iniciantes

Quer começar a ler as obras de J.R.R. Tolkien, mas não sabe por onde começar a viajar na Terra-média? Em primeiro lugar, existe uma ordem de leituras completíssima no site Tolkien Brasil, na qual eles até mesmo separaram a ordem por níveis de leitores de Tolkien, porque a obra é muito mais complexa do que parece. Com base nisso e na minha experiência com as leituras tolkenianas, eu montei uma ordem […]

17 de janeiro de 2018

Profundo no deserto

Profundo no deserto

Alma errante. Encontrei miragens no deserto. Fui errado, fui certo. Desisti, sumi. Joguei-me para fora do jogo. Busco as cartas para voltar à superfície, a despeito da melancolia de ter de tomar a água inexistente nessas terras para sobreviver. Li num papiro as rotas dos antigos desbravadores. Quantos perderam-se nestas areias. Eu, até já enterrei-me nestas dunas. Não participei da distribuição dos camelos. Não recebi sapatos. Sim, o que importa […]

16 de janeiro de 2018

Suco de Laranja

Suco de Laranja

Da laranja, esse suco E a laranja é do pomar. É da fazenda, o pomar E de Manhumirim, a Fazenda Santa Lúcia Procure no Google Maps. De Minas Gerais, Manhumirim, Do Brasil, Minas. Da Terra, o Brasil; Do sistema solar, a Terra. Da Via Láctea, o Sol. Do Universo, as galáxias. E do Universo… Do Universo?, o Mistério Sem atual perspectiva Sem invencionice, sem deuses. Só sua (E)existência, E é […]

13 de janeiro de 2018

Tudo é mais legal quando alguém morre (na Literatura)

Tudo é mais legal quando alguém morre (na Literatura)

Você já parou para pensar em como a literatura não teria graça se ninguém morresse? (Werther que o diga!). Em vários casos, se o personagem não morre, não há obra. Pensemos nos clássicos, Shakespeare, Madame Bovary, Amor de Perdição, Primo Basílio… Brás Cubas! Se aqueles personagens não morressem, o livro não teria o mesmo efeito, a moral não existiria do modo como os autores gostariam. A morte é sempre necessária […]

11 de janeiro de 2018

O vale de carícias

O vale de carícias

Restos do ontem na carne de hoje Desejo que estende-se onde há saudade Carícias que jazem no vale Cavado pela tua potência produtora de paixão     Confira outros textos poéticos no site clicando aqui.

10 de janeiro de 2018

O Viajante do Tempo

O Viajante do Tempo

Marciano Cosfeli, enquanto lidava com tecnologia e cálculos altamente avançados, num laboratório abastardamente equipado, por acaso, descobriu como voltar no tempo. Refletiu muito sobre o que faria com isso e decidiu que voltaria numa época de ascensão da ciência e já apresentar tudo o que sabia — o que não era pouco — para iluminar ainda mais a mente humana e possibilitar que seu tempo tivesse alcançado um status ainda […]

6 de janeiro de 2018

O poema de H.P. Lovecraft para Edgar Allan Poe

O poema de H.P. Lovecraft para Edgar Allan Poe

H.P. Lovecraft (1890 – 1937) era uma grande fã de Edgar Allan Poe (1809 – 1849) e, obviamente, inspirava-se nas temáticas de Poe, uma vez que seus poemas também eram sombrios e um tanto quanto perturbadores. Lovecraft escreveu um poema em homenagem a Poe, intitulado “Where Once Poe Walked”. Na versão original em inglês, a letra inicial de cada verso forma o nome de Edgar Allan Poe. Infelizmente, com as […]

2 de janeiro de 2018

Chip da Besta

Chip da Besta

Farrel estava sozinho em seu quarto, sentado em sua cadeira de rodinhas junto à sua mesa (onde estava seu computador, ligado). Olhava distraidamente seu feed de notícias no Facebook quando viu um compartilhamento de uma amiga, oriundo da página Fatos Desconhecidos. No post compartilhado, uma imagem de uma mão segurando, entre o indicador e o polegar, o que parecia ser um pequeno chip transparente de interior vermelho com formato de […]