Recorte Lírico

Tirando a literatura dos corredores acadêmicos

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 3 outros assinantes

Três sugestões para aprender bem, segundo Bruno Magalhães “d’As Travessias”

7 de fevereiro de 2018

Categorias:Artigo de Opinião,Listas Tags:, , , , , ,

Três sugestões para aprender bem, segundo Bruno Magalhães "d'As Travessias"

Em tempos tão difíceis no mundo das ideias, em especial nas Academias Brasileiras, estive em busca de conhecimentos e opiniões extra-curso, só nunca imaginei que as encontraria no YouTube. Pois é, mais precisamente no canal do professor Bruno Magalhães, no seu projeto “As Travessias, Literatura e Filosofia”.

O projeto é interessantíssimo, e já recomendo a todos de cara. O professor Bruno, cristão e da área jurídica, leva consigo um conhecimento substancial na área da Literatura (em especial nas obras jesuíticas) e da Filosofia (Platão, Aristóteles, SãoTomás de Aquino e outros cristãos).

Quando digo que estamos vivendo uma crise intelectual e conceitual, e que os youtubers têm pouco a acrescentar, não considere essas questões para o Bruno Magalhães, lá você terá uma dose importante de injeção de conhecimento e, em especial, uma bússola para orientá-los a que caminho percorrer para obter essa sapiência nas áreas citadas.

Bom, para o processo da aquisição do conhecimento e como retê-los, (muito embora seja preciso digeri-los, como o próprio autor recomenda) o professor apresenta essas três sugestões:

  • O conhecimento que se adquire deve ser integrado ao estudante

Não se pode apenas acumular o conhecimento e achar que fará bom uso do mesmo. O professor afirma, em vídeo, que o termo “bagagem cultural” é de extrema infelicidade, visto que bagagem pesa, gerando perda de mobilidade. Conhecimento não é bagagem, é um alimento que precisa ser digerido. A ideia não é ter todo o alimento consumido e sim absorver parte do alimento e expelir o resto.

  • Ninguém retém integralmente o conhecimento e ensinamentos de um livro

O professor Bruno Magalhães alerta que um livro trará 2, 3, ou no máximo 5 conhecimentos relevantes. Achar que absorverá todo o conhecimento é uma fantasia do aluno. Ele ainda afirma que teremos “livros de cabeceira”, que nunca será esgotado. Será relido a vida inteira. Frase a frase… Mas com a maioria não será assim, e sim pontuais. Portanto, aproveite para potencializar os poucos conhecimentos adquiridos.

  • Ritmo constante de estudos auxilia na absorvição do conhecimento

Aqui o professor cita o filósofo e professor Olavo de Carvalho. Manter uma rotina de estudos, sem criar grandes hiatos sem leitura, porém não alongando o tempo de pesquisa e refletindo sobre o que é lido é fundamental para adquirir o conhecimento. O professor recomenda o “diálogo com o sábio”, neste caso, “pensar com a própria cabeça”, mas concluir questões frente às novas ideias apresentadas pelo autor do livro. Não é sair lendo em exaustão, mas manter sempre um bom ritmo de leitura.

Então essas são as recomendações do professor Bruno Magalhães. Espero que as usufrua, melhorando ainda mais as suas pesquisas. Aproveito para convidar a todos a assistir os vídeos do professor e acompanhar o seu trabalho no YouTube.

Assista ao vídeo completo no link abaixo: