14 de novembro de 2018

Excremento

Excremento

Amanda atendeu a campainha. Parecia irritada. — Oi Eduardo! — ela o cumprimentou — Entra aí. Veio falar com o Hugo? — Vim sim. — Espera lá na cozinha, eu estava mesmo indo acordar ele. Eduardo adentrou a casa e foi para a cozinha, enquanto a cunhada subia para o segundo andar. Chegando lá, Eduardo sentou-se junto à mesa e, para passar o tempo, começou a observar as coisas. Notou […]

31 de outubro de 2018

FAMIGERADO

FAMIGERADO

Uma vez perguntei porque o nome do nosso cachorro é Garrincha, e me disseram que é por causa de um jogador, que também tinha as pernas tornas. Nunca me interessei em procurar saber quem era esse tal Garrincha e se as pernas eram tortas mesmo. Tenho pouco interesse por futebol. As pernas traseiras no nosso Garrincha eram arqueadas. Ele era tido a correr de todo pra todo lado feito um […]

24 de outubro de 2018

Cactos

Cactos

Gustavo gostava muito de Fernando. Era um bom amigo. Inteligente, criativo, engraçado, carismático o suficiente para entreter qualquer pessoa em sua conversa… fazia muito sucesso entre as estudantes do campus. A professora de linguística tinha passado um trabalho e Fernando o convidou para ir até sua república a fim de estudarem juntos. Gustavo topou de imediato. Ao chegar à república Toa Toa Gustavo foi apresentado aos moradores que estavam presentes. […]

11 de setembro de 2018

Saraivada de joinhas 1

Saraivada de joinhas

Felipe é um cara legal, só é competitivo. Competitivo demais. Ele é assim desde que era pequeno. Eu me lembro que só eu e alguns amigos gostávamos de jogar bola com ele. Na cabeça dele ele era um puta craque, enquanto a galera se referia ele como Perneta quando não estava por perto. Não era incomum ter alguma discussão num jogo, o que sempre afastava novos amigos. Com exceção de […]

24 de julho de 2018

Intoxicação alimentar

Intoxicação alimentar

Quando vejo uma mulher reclamar de dor sei que o bicho tá pegando pro lado dela. Tanta prática com cólicas e a porra toda deixam-nas resistentes, afasta qualquer tipo de frescura. Poucas coisas me dão tanta sensação de urgência como uma expressão de dor num rosto feminino Eu, por outro lado, sou um tanto quanto dramático quando atingido por alguma enfermidade, tendo a dar proporções exageradas às minhas dores. Para […]

17 de julho de 2018

Doador

Doador

Doutor Gerônimo foi chamado para diagnosticar um paciente que tinha vários órgãos apresentando sérias ineficiências em suas funções. Sua conclusão era que faltava oxigênio. — Muito estranho! — disse ao que moribundava — Tem dificuldade para respirar? — Não. — Então tenho de fazer alguns exames a fim de O paciente o interrompeu: — Meu problema é pobreza, doutor. Sou mendigo. Gerônimo avaliou bem o homem prestes a entrar na […]

10 de julho de 2018

Suco de Ameixa

Suco de Ameixa

Não tinha um pirralho sequer que não ansiava por um pirulito PLOC. A guloseima cancerígena tinha sabor de ameixa, deixava a língua roxa, possuía uma bolinha de chiclete no meio, vinha com figurinhas colecionáveis com os rosto dos jogadores da seleção de futebol e prometia, quase nunca sem cumprir, causar a sensação de ferimento na língua como aqueles que surgem ao comer frutas muito cítricas. Mas meu atrativo principal do […]

19 de junho de 2018

Buracos e morangos de pescoço

Buracos e morangos de pescoço

Às vezes me permito um tempo para admirar as pessoas e suas atitudes. Um deles estava apressado e esbarrou no outro em sua caminhada desembestada. — Só podia mesmo ser o cuzão do Matheus pra empurrar e não pedir desculpa. Matheus encontrou um tempo em sua falta de tempo pra parar e retrucar a grosseria: — Cuzão é você, seu arrombado. Seu cu é a garagem e meu pau o […]

5 de junho de 2018

O dia que deus visitou a Terra

O dia que deus visitou a Terra

O cérebro humano é capaz de coisas incríveis, mesmo dentro de suas limitações. Possui um sistema de armazenagem excepcional, alta velocidade de percepção e reflexo. Em um instante mínimo avisa seu humano que deve tirar o dedo da chapa, que está quente. Às vezes o faz tão rápido que o dedo sequer chega a queimar, de fato. Um alívio para as pobres células da ponta do dedo, afinal. Rapidez, velocidade […]

24 de maio de 2018

Cor

Cor

Entrou em pauta quais termos seriam usados para cor-barra-etnia no formulário do Exame Vestibulante Nacional. Imediatamente Tição falou: – O que sugiro é colocarmos branco, negro, pardo e indígena. Qual a próxima pauta? – Um instante, por que tanta pressa? – indagou Junina, no que Gugu rapidamente concordou: – É. Pra começar, negro está errado… – E pardo é cor de papel – emendou Cheiraflor. Tição: Calma. Como assim negro […]