23 de outubro de 2016

As Aventuras, os Desafios e as Intermitências da Morte

Ele está, indubitavelmente, entre os mais importantes nomes da literatura em Língua Portuguesa no mundo. Escreveu uma série de ótimos livros como O Ano da Morte de Ricardo Reis (1984), A Jangada de Pedra (1986), História do Cerco de Lisboa (1989), O Evangelho Segundo Jesus Cristo (1991), Ensaio sobre a Cegueira (1995) e Todos os Nomes (1997). Trata-se de José Saramago (1922-2010), não por acaso o primeiro autor em Língua Portuguesa a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura, em 1998. Depois da premiação, […]

21 de outubro de 2016

Sentidos da idealização romântica na obra Inocência, de Visconde de Taunay

O romance Inocência é uma produção de Visconde de Taunay, do período de excitação e declínio do romantismo brasileiro. Publicado em 1872, Inocência tornou-se o maior romance romântico regionalista de nosso romantismo. Essa fase regionalista dos românticos brasileiros permeou não só a obra do Visconde de Taunay, mas também a de autores como Bernardo Guimarães (1827 – 1884), Franklin Távora (1842 – 1888), entre outros “menores”. O enredo da obra […]

18 de outubro de 2016

Poesia medieval de hoje: o Trovadorismo moderno

Você sabia que todo movimento literário da tão linda, esplendorosa e magnífica literatura portuguesa é uma contraposição ao movimento anterior? Pois é. Agora, se cada um existiu por conta de um anterior, como se formou o primeiro? É sobre ele mesmo que falaremos aqui, meus amigos: o Trovadorismo. É no mínimo curioso pensar em uma origem ao primeiro movimento literário português, sendo que não havia um anterior ao qual pudesse se […]

11 de outubro de 2016

O público: Espectador e personagem na obra de Nelson Rodrigues – por Verônica Daniel Kobs

Profa. Dra. Verônica Daniel Kobs** O erotismo, na obra de Nelson Rodrigues, funcionava como principal agente da quebra de tabus, necessária para a transgressão das normas sociais, instalando, assim, o conflito que essas travam com o instinto:  As opções de Nelson Rodrigues não foram as que então se esperavam. Crítica e público desapontavam-se com o clima crescentemente mórbido de sua dramaturgia, com o acúmulo de situações anômalas e de pormenores […]

27 de setembro de 2016

Dalton Trevisan e a literatura do contra, por Verônica Daniel Kobs

HISTÓRIAS DE DALTON Profa. Dra. Verônica Daniel Kobs¹ João e Maria: infelizes para sempre² Fazem parte da mitologia daltoniana os personagens João e Maria, que, apesar de serem nomeados, são gerais, anônimos, estereótipos que se enfrentam diariamente, na interminável guerra conjugal. Dalton Trevisan dessacraliza o casamento e revela a violência, as frustrações e a infelicidade da vida privada. No que diz respeito às relações conjugais e familiares, os contos do […]

3 de julho de 2016

Jean Piaget e o estudo da inteligência no microscópio

Sir Jean William Fritz Piaget, mais conhecido como Jean Piaget foi um biólogo, mas imergiu-se na área da Psicologia, Epistemologia e Educação. Nascido em Genebra, completou seu doutorado aos 22 anos e lecionou Psicologia na Universidade de Genebra de 1929 a 1954. Piaget já era considerado um garoto prodígio desde os nove anos, haja vista sua conclusão de doutorado tão prematura. Ainda em 1919, Piaget viaja para Paris para publicar […]