9 de maio de 2018

Agora com Roberta Oliveira

Agora com Roberta Oliveira

— …com Roberta Oliveira. Boa noite, Roberta! — Boa noite, Eduardo! Estou aqui no quadragésimo primeiro batalhão da polícia civil, local para onde [pausa] o agressor foi conduzido, Eduardo. Como você disse, Eduardo, Gustavo Arantes agrediiiu um rapaaaz que saiu de uma sessão do cinema e, ao ver uma fila para assistir o filme que tinha acabado de ver, gritou o final. A vitima teve o nariz quebrado e foi […]

1 de maio de 2018

Viagem de domingo à tarde II

Viagem de domingo à tarde II

Felipe ocupa um cargo de alta confiança na empresa do tio, a BookBox, empresa que envia, mensalmente, um box com livros e brindes ligados a eles para seus assinantes. Felipe era meio que um gerente, e descobriu na manhã do domingo passado que, por uma distração boba, não tinha transferido os R$7.000 para uma prestadora de serviços da BookBox. O dia seguinte, no caso a segunda-feira, era feriado. Ainda assim, […]

24 de abril de 2018

[a desculpa do waack]

Cleiton é um homem espirituoso e otimista, mesmo agora que está passando por uma tremenda prova. Não existe copo meio vazio para ele, a não ser que seja ele a beber o que está no copo. Acredita piamente em prosperidade por força de vontade. Todo dia de manhã saúda cada conhecido seu com uma mensagem de bom dia, acompanhada de coisas como trechos da música “Tente Outra Vez”. É uma […]

6 de março de 2018

Blattaria

Blattaria

Ele entrou na cozinha de sua casa, acompanhado por sua esposa e sua sogra. Suportara uma grande encheção de saco durante grande parte da tarde: a esposa o convencera a pintar a sala e convidou a mãe para palpitar sobre qual cor e tonalidade seriam as mais adequadas. Depois de pouco tempo viu-se em meio a um planejamento profundo da reforma geral da casa que provavelmente faria com que ele […]

6 de fevereiro de 2018

O Alto da Insolência - Ato VII

O Alto da Insolência – Ato VII

EU: O Farrel do universo 234 preocupava-se muito com o rumo que a tecnologia de inteligência artificial poderia tomar. Ele não confiava nos carros com direção por inteligência artificial, não nutria simpatia pelos algoritmos que regiam as redes sociais e tão pouco sentia-se confortável com robôs dotados de inteligência artificial que monitoravam a segurança (tendo acesso a armas) ou outras áreas essenciais ao homem, como gerenciamento de hospitais, por exemplo. […]

10 de janeiro de 2018

O Viajante do Tempo

O Viajante do Tempo

Marciano Cosfeli, enquanto lidava com tecnologia e cálculos altamente avançados, num laboratório abastardamente equipado, por acaso, descobriu como voltar no tempo. Refletiu muito sobre o que faria com isso e decidiu que voltaria numa época de ascensão da ciência e já apresentar tudo o que sabia — o que não era pouco — para iluminar ainda mais a mente humana e possibilitar que seu tempo tivesse alcançado um status ainda […]

19 de dezembro de 2017

A Morte da Via Láctea

A Morte da Via Láctea

Moro num apartamento novo há sete meses e meio. O prédio fica no centro de Bela Vértice, na parte mais cinza e sem graça da cidade, onde o Sol parece mal chegar a tocar o asfalto devido à grande quantidade de edifícios. É um lugar tranquilo. Tem sempre um porteiro na portaria, elevador, tapetes felpudos de “bem-vindo!”, luz ambiente avermelhada… bem aconchegante. Moro no décimo andar, e mal escuto a […]

12 de dezembro de 2017

A História do Bóris

A História do Bóris

Num dia desses aí, dentro de uma toca, um bicho que me lembra um esquilo [ou seria melhor compará-los com ratinhos? Meio que dá no mesmo] estava se contorcendo no chão que havia cavado. Dali a pouco descobriu-se que era fêmea [olha só, quem diria!]. De dentro dela saíram três filhotes. Feliz da vida, após dar o último contorção do último filho, foi checar o trabalho feito. Decepcionou-se, eram filhotes […]

5 de dezembro de 2017

Cap. VI

Cap. VI

~> VI – Na portaria, com o porteiro – VI <~ — Não faz diferença. Lá fora está tão bom ou tão ruim quanto aqui dentro. — Você está certo. Lá fora não chove não, mas aqui molha dentro. — Encharca! — Inunda. — Transborda. — E vaza… Nada? — Não. — Boia? — Afundo. — Afoga? — Bem que eu queria. — O quê? — Me afogar. — Por […]

4 de dezembro de 2017

Baby – por Zé Ciabotti

Baby – por Zé Ciabotti

Baby, Já sequei a garrafa de Jack Daniels que compramos naquela noite em que dormimos no quarto doze do motel Delírius. Foi a primeira vez que sussurrei em seu ouvido ‘eu te amo’, ‘eu te amo’, ‘eu te amo’, enquanto a rádio AM tocava uma versão lenta de “Don’t Let me Down. I guess nobody ever really done me, oh she done me, she done me good.”. A garrafa de […]