26 de maio de 2017

O desconforto em falar de suicídio

O desconforto em falar de suicídio

É engraçado. Eu não queria — mesmo — falar sobre 13 Reasons Why. Na realidade, eu não queria nem mesmo ver. A ideia de assistir um seriado sobre as treze razões de uma garota adolescente ter se matado parecia realmente mórbido para mim. Contextualizando, eu tinha acabado de me reerguer de uma situação complicada — vou ser sincera, ainda estava me reerguendo — e não queria que algo assim me […]

26 de maio de 2017

Como esconder o clichê na hora de escrever

Quem gosta de escrever (profissionalmente ou não), já deve ter parado em algum momento do processo de escrita de um romance e pensado “será que isso é clichê?”. Algumas pessoas se perguntam, porque realmente querem seguir o clichê, mas outras querem evitá-lo. Como leitora (e escritora), não apoio nem um, nem outro, mas acredito que pode-se usar a técnica da escrita para esconder possíveis clichês e não vomitá-los na cara […]

25 de maio de 2017

Antonio Candido: Fragmentos de uma releitura

No dia 12 de maio deste ano, foi divulgada a notícia da morte do crítico Antonio Candido, que estava prestes a completar 99 anos de idade. Arrisco dizer que o último grande evento literário de que Candido participou foi a Flip de 2011, comprovando sua intensa atividade. Com uma produção incessante (considerando livros, artigos, capítulos, e textos para jornais), o escritor nos deu centenas de obras fundamentais para a literatura, acompanhando […]

17 de maio de 2017

Jorge Luis Borges apresentou um mundo inteiro à própria literatura

Jorge Luis Borges apresentou um mundo à própria literatura. O argentino contemplou-a com um registo que deambula entre a filosofia e a fantasia, não esquecendo o lirismo poético, e o rigor ensaísta académico. A sua grande peculiaridade mora nas diferentes relações estabelecidas entre os constituintes da sua extensa obra, navegando por um realismo mágico, que desafia os então proeminentes realismo e naturalismo. O períplo de lugares que conheceu e onde viveu […]

13 de maio de 2017

Canção Universal – por Wagner Schadeck

Canção Universal – por Wagner Schadeck

Na antiguidade, acreditava-se que a música tinha poder medicinal sobre a alma. Críticos como Carpeaux e Auerbach ouviam o canto gregoriano no cantar dos anjos no Paraísoda Divina Comédia de Dante Alighieri. No Werther de Goethe, o enamoramento do protagonista se dá pela música. Beethoven, ao visitar uma Baronesa, amiga sua que havia perdido o filho, vitimado pelas guerras napoleônicas, fora comedido em palavras e gestos, mas sentara ao piano […]

11 de maio de 2017

O sucesso das (auto)biografias

De uns tempos pra cá, a sétima arte tem privilegiado as histórias reais (de celebridades e de desconhecidos notáveis), alavancando o mercado de biografias. O motivo disso é bem simples, afinal o interesse do público pela vida alheia é cada vez maior. No final do século XX, a revista Veja, de 26/07/95, assinalava a ascensão do gênero, “que só perdia para as publicações de ‘auto-ajuda’ – tanto que entre julho […]

10 de maio de 2017

A (in)utilidade da literatura: Ninguém quer pensar fora da caixa

Todorov, um crítico literário que nos deixou recentemente, em um de seus livros disse que a literatura está em perigo porque ela não tem poder algum, já que não participa da formação cultural das pessoas, ou, quando participa, participa burocraticamente – o que é uma antítese dela própria. Esse pensamento aparentemente pessimista diz respeito a uma imensa comunidade de leitores que, hoje, com a cultura digital, parece ampliado, mas lê cada vez […]

8 de maio de 2017

O amanho da memória – por Wagner Schadeck

O amanho da memória – por Wagner Schadeck

A poesia luso-brasileira possui três mestres incontestáveis: Gonçalves Dias, António Nobre e Manuel Bandeira. Nestes poetas sui generisencontramos um rico armazém de formas e recursos poéticos, a que qualquer jovem pode acessar tanto para se formar culturalmente quanto para beber o vinho do espírito. Poetas singulares, como eles, não forma epígonos, mas herdeiros. A partilha dessa herança inesgotável e sua manutenção é um imperativo poético, sobretudo, numa nação, como a […]

30 de abril de 2017

Belchior, um eterno rapaz latino-americano

Este texto, como não poderia ser de outra forma, é de dor, de lágrimas. Belchior teve morte confirmada neste domingo, 30, a causa da morte não foi divulgada, é enigmática, como também não mudaria, visto que o cantor teve uma carreira repleta de mistérios, especialmente nos últimos 8, 9 anos, quando se afastou da mídia, com estadias entre o sul do Brasil e o Uruguai. (Foto: Reprodução) Como qualquer outro […]

28 de abril de 2017

Conhecimento da ilusão – por Wagner Schadeck

Algumas palavras sofrem grandes transformações. “Jogo” (em latim iocus), que tinha o sentido de brincadeira, como o adjetivo “jocoso”, torna-se engano (como o de ludus), cujo sentido ainda está presente na palavra “ludíbrio”, adquirindo tanto o sentido de brincadeira quanto o de ilusão (em latim illusio, formado por “in” e “ludus”, no sentido de divertimento). Tema por excelência na poesia, o amor é duplamente jogo e ilusão, pelo menos para […]