14 de agosto de 2017

O banquete babilônico

O banquete babilônico

O cativeiro babilônico é um dos temas mais profícuos em nossa tradição poética, tendo sido fixado pelas redondilhas camonianas: Sôbolos rios que vão Por Babylonia, me achei, Onde sentado chorei As lembranças de Sião, E quanto nella passei. Alli o rio corrente De meus olhos foi manado; E tudo bem comparado, Babylonia ao mal presente, Sião ao tempo passado. Alli lembranças contentes N’alma se representárão; E minhas cousas ausentes Se […]

27 de junho de 2017

'O silêncio do céu' fala sobre estupro e o medo

‘O silêncio do céu’ fala sobre estupro e o medo

Um homem que tinha pavor de viajar de avião, mas que na verdade tinha medo do céu. Uma mulher que foi estuprada, e, calada, escondeu de todos o abuso sofrido. Essa é a tônica do bom filme do diretor Marco Dutra, “O silêncio do céu”. Um drama carregado com toda a profundidade psicológica das personagens que o gênero exige. A maior parte do filme é falado em espanhol, mas os […]

26 de maio de 2017

O desconforto em falar de suicídio

O desconforto em falar de suicídio

É engraçado. Eu não queria — mesmo — falar sobre 13 Reasons Why. Na realidade, eu não queria nem mesmo ver. A ideia de assistir um seriado sobre as treze razões de uma garota adolescente ter se matado parecia realmente mórbido para mim. Contextualizando, eu tinha acabado de me reerguer de uma situação complicada — vou ser sincera, ainda estava me reerguendo — e não queria que algo assim me […]

23 de maio de 2017

Um olhar do paraíso é um olhar humanístico

Há um tempo, mais precisamente no fim do ano passado, minha esposa e eu resolvemos assistir um filme que, inicialmente, eu resisti e muito em vê-lo. Ainda bem que eu acabei aceitando. Trata-se do filme “Um olhar do paraíso”, dirigido pelo ótimo Peter Jackson – o mesmo de “The Hobbit” -, estrelado por Saoirse Ronan, Rachel Weisz e Mark Wahlberg, um elenco experiente, embora jovem. A narrativa nos traz elementos […]

8 de maio de 2017

O amanho da memória – por Wagner Schadeck

O amanho da memória – por Wagner Schadeck

A poesia luso-brasileira possui três mestres incontestáveis: Gonçalves Dias, António Nobre e Manuel Bandeira. Nestes poetas sui generisencontramos um rico armazém de formas e recursos poéticos, a que qualquer jovem pode acessar tanto para se formar culturalmente quanto para beber o vinho do espírito. Poetas singulares, como eles, não forma epígonos, mas herdeiros. A partilha dessa herança inesgotável e sua manutenção é um imperativo poético, sobretudo, numa nação, como a […]

28 de abril de 2017

Conhecimento da ilusão – por Wagner Schadeck

Algumas palavras sofrem grandes transformações. “Jogo” (em latim iocus), que tinha o sentido de brincadeira, como o adjetivo “jocoso”, torna-se engano (como o de ludus), cujo sentido ainda está presente na palavra “ludíbrio”, adquirindo tanto o sentido de brincadeira quanto o de ilusão (em latim illusio, formado por “in” e “ludus”, no sentido de divertimento). Tema por excelência na poesia, o amor é duplamente jogo e ilusão, pelo menos para […]

26 de abril de 2017

Hamlet (quem diria?) ainda vive… (Parte II)

Dando continuidade às comemorações do “Abril de Shakespeare”, publico aqui a segunda parte do texto sobre a adaptação fílmica de Michael Almereyda, uma leitura contemporânea de Hamlet. “MACHINA FATALIS” Na cultura grega da Antiguidade, as pessoas de uma mesma família são inseridas em um processo atávico de punição pelos erros de seus ascendentes. Desse modo, o erro de um antecessor espalha o caos sobre toda a família e deve ser […]

6 de abril de 2017

Hamlet (quem diria?) ainda vive…(Parte I)

   Anualmente, no mês de abril, amantes da literatura e de outras artes costumam celebrar a importância das obras de Shakespeare, escritor inglês mundialmente conhecido, que nasceu em 26 de abril de 1564 e faleceu em 23 de abril de 1616. Portanto, há um duplo motivo para este mês ter sido batizado como “Abril de Shakespeare”. O artista excede sua época, atravessa décadas, séculos e suas histórias, quatrocentos anos depois, […]

29 de março de 2017

‘As palavras’ e a arte de escrever

Os finais de semanas das pessoas “normais” servem, geralmente, para curtir uma praia, balada, shopping ou algo do gênero, e não que esse tipo de entretenimento não me agrade, muito pelo contrário, porém, nada melhor do que imergir-se nas maratonas da Netflix.  Pois bem, foi justamente numa dessas maratonas que eu tive o prazer de assistir “As palavras” (The Words), mais um filme de sucesso do “queridinho de Hollywood”, o […]

20 de março de 2017

“Jantar Secreto” empolga com narrativa envolvente

Quatro jovens deixam o interior do Paraná para viver o sonho de morar no Rio de Janeiro, se formarem e se tornarem grandes homens. Dante, que trabalha em uma livraria, Leitão, o nerd sem vida social, Hugo, um chef de cozinha em busca de reconhecimento, e Miguel, um futuro médico, não contavam que uma dívida de aluguel iria mudar as vidas deles para sempre. A saída para pagar os R$ 30 […]