Conto - Paulus

[Conto] Paulus

17 de julho de 2017

Era ensurdecedor e constante, a batida produzia um ruído infinitamente incomodo. O menino divaga em seu sono matutino não distinguindo mais entre sonho e realidade. Aquele som estremecia sua alma convertendo o descanso em cansaço, era constante aquele ruído. Em meio ao delírio, a criança viu o sol bater insistentemente no vidro da janela, querendo entrar para despertá-lo de seu sonho inconstante. Em uma tentativa sonambular de atender o astro […]