Recorte Lírico

Tirando a literatura dos corredores acadêmicos

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Prêmio São Paulo de Literatura 2016 anuncia finalistas; Mia Couto concorre

5 de agosto de 2016

Categorias:Notícia Tags:,

A organização do Prêmio São Paulo de Literatura 2016 anunciou na quarta-feira (3), os 20 livros melhores colocados que estão na disputa do prêmio de R$ 400 mil (divido por 3 categorias). Com inspiração na premiação do Man Booker, importante concurso britânico, o prêmio de SP está em sua 9ª edição, sendo o último vencedor o escritor Estevão Azevedo, do Rio grande do Norte, quando desbancou até Chico Buarque de Holanda.

Foto: Luna Markman
A novidade desse ano é a presença de autores estrangeiros, nesse caso o autor moçambicano Mia Couto, que concorre pelo livro “Mulheres de cinzas – As areias do imperador” (Companhia das Letras). Além do autor africano, ainda concorrem autores como Marcelo Rubens Paiva e Noemi Jaffe.

Confira a lista completa a seguir: 

Melhor Livro de Romance do Ano de 2015 (R$ 200 mil)
Beatriz Bracher – “Anatomia do paraíso” (Editora 34)
João Almino – “Enigmas da primavera” (Record)
Julián Fúks – “A resistência” (Companhia das Letras)
Marcelo Rubens Paiva – “Ainda estou aqui” (Alfaguara)
Mia Couto – “Mulheres de cinzas – As areias do imperador” (Companhia das Letras)
Nei Lopes – “Rio Negro, 50” (Record)
Noemi Jaffe – “Írisz: As orquídeas” (Companhia das Letras)
Paula Fábrio – “Um dia toparei comigo” (Editora Foz)
Raimundo Carrero – “O senhor agora vai mudar de corpo” (Record)
Santana Filho – “A casa das marionetes” (Editora Reformatório)
                       
Melhor Livro do Ano de Romance – Autor Estreante com mais de 40 anos (R$ 100 mil)
Eda Nagayama – “Desgarrados” (Cosac Naify)
Marcelo Maluf – “A imensidão íntima dos carneiros” (Editora Reformatório)
Robertson Frizero – “Longe das aldeias” (Editora Dublinense)

Melhor Livro do Ano de Romance – Autor Estreante com menos de 40 anos (R$ 100 mil)
Alex Sens – “O frágil toque dos mutilados” (Autêntica)
Isabela Noronha – “Resta um” (Companhia das Letras)
Julia Dantas – “Ruína y leveza “(Não Editora)
Rafael Gallo – “Rebentar” (Record)
Sheyla Smanioto – “Desesterro” (Record)
Tércia Montenegro – “Turismo para cegos” (Companhia das Letras)
Tomas Rosenfeld – “Para não dizer que não falei de Flora” (7 Letras)


Da Redação.