Recorte Lírico

Tirando a literatura dos corredores acadêmicos

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 2 outros assinantes

O amor pode ter fim

18 de dezembro de 2017

Categorias:Crônica Tags:

O amor pode ter fim

O amor pode ter fim. Num banco de praça, por exemplo, numa noite nem fria, nem quente, depois de uma discussão no jantar e a conta fechada antes da sobremesa; o amor pode ter fim em botecos, lá pela décima terceira Brahma e dois espetinhos de contra passado na farofa; o amor pode ter fim após a conta ficar negativa pela primeira vez; o amor pode ter fim, na manhã rompendo, após uma madrugada preenchida por gemidos falsos; o amor pode ter fim nas garrafas de uísque abertas antes das dezoito horas; o amor tem fim após o som do prato estilhaçado no chão, seguido do choro dolorido; o amor pode ter fim nas pretensões ridículas dos buquês entregues na recepção da firma no meio da tarde; o amor pode ter fim na compulsão por viver uma historia de amor perfeita; o amor pode ter fim no domingo, depois de quatro caipirinhas à beira da piscina; o amor pode ter fim no consultório médico com a certeza da esterilidade; o amor pode ter fim no e-mail extraviado para a caixa de spam e descoberto quase dois meses depois; o amor pode ter fim na insaciável procura pela libido inesgotável; o amor pode ter fim no cartãozinho da casa de swing encontrado no fundo da gaveta; o amor pode ter fim após uma mensagem mal interpretada pelo WhatsApp; o amor pode ter fim após um jantar em restaurante com wi-fi; o amor pode ter fim nos impulsos mais silenciosos; o amor pode ter fim após uma palestra motivacional que vai mudar sua forma de encarar o mundo até a próxima palestra motivacional que vai mudar sua forma de encarar o mundo; o amor pode ter fim na transação especulativa de gentilezas mútuas; o amor pode ter fim no caminho até o banheiro químico de uma festa qualquer; o amor pode ter fim quando nunca se leu o escritor favorito do outro; o amor pode ter fim nos créditos finais de um filme sueco que não se entende nada; o amor pode ter fim no encontro de almas desassossegadas ou sossegadas por demais; o amor pode ter fim após uma tarde de amor em um motel barato com trocadilho no nome; o amor pode ter fim nas mais diversas elucubrações acerca da vida e suas problemáticas; o amor pode ter fim por qualquer motivo.

 

 

Imagem do post disponível em: (http://resenhandopormarina.com/o-amor-pode-ter-fim-e-outros-contos/)

Para ler outros textos do autor, clique aqui.